sábado, 22 de agosto de 2009

Uma verdadeira oração para Deus

Quão gozosos se encontram os seres humanos quando descobrem que estão sob o jugo da paixão, quando se veem enamorados por alguém e esse alguém retribui o mesmo sentimento que lhe foi dado! Ambos parecem caminhar por sobre as nuvens galgando mais e mais para ficarem próximos do Ser Divino! Experimentam sentimentos nunca antes sentidos e descobrem-se acima de tudo vulneráveis aos caprichos do outro, do outro que lhe é o objeto de adoração, de amor... Para esses seres humanos "tudo é lindo, tudo é maravilhoso" – até a "pieguice"; onde havia sofrimento, reina agora alegria, o êxtase espiritual! Querem contar a tudo e a todos o quão de felicidade toma cada vez mais seu coração, sua alma, seu ser... É algo comparável àquele fiel, devoto fervoroso de sua religião, que descobre nela a certeza que o aproximará ao seu objeto de adoração, que levará ao seu deus – coisa que se nota como principal meta a qualquer religião verdadeira e que é justamente alcançar a divindade. Este é o perfil de um ser humano verdadeiramente apaixonado, daquele ser humano que indiscutivelmente está amando. E é neste sentimento, nesta transição aparentemente infinita de sensações, que ele encontrará o seu objeto de adoração, no caso, o seu "deus". É através deste sentimento, o amor, que se pode afirmar de modo convicto o caminho pelo qual se pode aproximar ao máximo da divindade. É este o verdadeiro poder, a verdadeira magia sacra, divina e religiosa; a única maneira de se fazer uma "oração a Deus".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DA NECESSIDADE DE SERMOS FALSOS

Conviver em grupo sempre manifesta uma série de inquietudes além de dificuldades. A convivência humana, sem sombra de dúvida, traduz essas ...